Quarta, 01 de Dezembro de 2021
30°

Pancada de chuva

Ubá - MG

Polícia Leilão

Bens apreendidos no combate ao tráfico de drogas serão leiloados em Minas

Dentre os veículos ofertados na nona edição do projeto estão um caminhão Mercedes-Benz 710, um Hyundai HB20 e uma motocicleta Suzuki TL1000S

11/11/2021 às 15h22 Atualizada em 18/11/2021 às 14h13
Por: Redação Fonte: Rádio Itatiaia
Compartilhe:
Foto: Divulgação / SEJUSP
Foto: Divulgação / SEJUSP

A Secretaria de Estado de Justiça e Segurança Pública (Sejusp) irá promover, na próxima quinta-feira (18), um leilão de bens apreendidos em operações de combate ao tráfico de drogas e outros crimes relacionados. Nesta edição serão leiloados dezenove veículos entre carros, motos e caminhão.

Dentre os vículos ofertados na nona edição do projeto estão um caminhão Mercedes-Benz 710, um Hyundai HB20 e uma motocicleta Suzuki TL1000S. Os lances mínimos vão desde R$50,00 a R$5000, a depender do modelo do veículo ofertado. 

A iniciativa faz parte do projeto “Esforço Concentrado para a Redução dos Bens Aguardando Destinação”, do Ministério da Justiça e Segurança Pública, via Secretaria Nacional de Políticas sobre Drogas (Senad), em parceria com o Governo do Estado de Minas Gerais, por meio da Sejusp. 

Os lances para o leilão já estão abertos e podem ser realizados por meio deste site. Por ele, também é possível aos interessados obter informações sobre os itens e avaliar as respectivas fotos. Para quem desejar conhecer os bens pessoalmente, é necessário agendamento prévio por meio dos telefones (31) 98479-4718 e (37) 3242-2218, em horário comercial. A visitação ocorre no dia anterior à data do leilão. Mais informações podem ser obtidas no edital.

Os itens considerados recuperáveis podem voltar à circulação e têm direito à documentação. Os arrematantes são isentos de multas, encargos e tributos anteriores à aquisição. Já os bens alienados como sucatas irrecuperáveis só podem ser adquiridos por empresas de desmonte ou reciclagem, devidamente credenciadas em órgãos de trânsito. 

Todos os recursos arrecadados serão aplicados em ações de redução da oferta e da demanda de substâncias ilícitas e em campanhas, estudos e capacitações relacionadas à temática das drogas, tais como programas de prevenção, atenção, cuidado, tratamento e reinserção social de usuários de drogas, programas de reaparelhamento e custeio de atividades de fiscalização, controle e repressão ao uso e ao tráfico ilícito de drogas e produtos controlados. 

Os recursos são também aplicados na própria gestão do Fundo Nacional Antidrogas (Funad) e nas despesas decorrentes do cumprimento das atribuições da Secretaria Nacional de Políticas sobre Drogas, órgão gestor do fundo.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
Ele1 - Criar site de notícias