Sexta, 28 de Janeiro de 2022
27°

Pancada de chuva

Ubá - MG

Economia Economia

Visconde do Rio Branco e Juiz de Fora entram na briga por nova fábrica da Heineken

O Grupo Heineken anunciou que sua nova cervejaria no Brasil não será mais construída em Pedro Leopoldo, Minas Gerais, e que em breve anunciará o novo local também no estado mineiro

17/12/2021 às 12h17 Atualizada em 24/12/2021 às 09h50
Por: Redação Fonte: Tribuna de Minas / Exame
Compartilhe:
Imagem Ilustrativa (Reprodução Internet)
Imagem Ilustrativa (Reprodução Internet)

Nesta quinta-feira, 16, o prefeito municipal de Visconde do Rio Branco Fabinho Antonucci, protocolou pedido para concorrer com outros municípios para a vinda da empresa Heineken para a cidade.

Segundo ele, a cidade conta com mão de obra obra qualificada e está localizada num importante centro logístico. "Esta é uma das várias aproximações com o INDI no estado, órgão responsável pela atração de investimentos...e temos um programa de incentivo fiscal já protocolado na câmara de vereadores", afirmou o prefeito através das suas redes sociais.

Outra cidade candidata é Juiz de Fora, a informação foi confirmada na manhã desta quinta-feira (16) pela prefeita Margarida Salomão (PT). Ela afirmou que a Secretaria de Desenvolvimento Sustentável e Inclusivo, da Inovação e Competitividade (Sedic) da Prefeitura de Juiz de Fora (PJF) se movimenta para apresentar informações da cidade à cervejaria Heineken.

Nova Fábrica da Heineken

O Grupo Heineken anunciou que sua nova cervejaria no Brasil não será mais construída em Pedro Leopoldo, Minas Gerais, e que em breve anunciará o novo local também no estado mineiro. Segundo a empresa, a decisão foi tomada após poucos meses de diálogo sobre os diferentes entendimentos de órgãos envolvidos e da sociedade em geral, relacionados à proximidade do atual terreno com uma importante área de preservação ambiental e arqueológica da região.

De acordo com Mauro Homem, diretor de assuntos Corporativos da cervejaria, a permanência da empresa em Pedro Leopoldo só faria sentido se, acima de tudo, contasse com o apoio de toda a sociedade, incluindo agentes que contribuem para o desenvolvimento socioambiental da região. “Por tudo isso, tomamos a decisão de buscar outra área que atenderá a demanda dos próximos anos”, diz o executivo.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
Ele1 - Criar site de notícias