Quarta, 18 de Maio de 2022
11°

Tempo aberto

Ubá - MG

Saúde Voltando ao normal?

Moradores de Ubá comentam sobre a desobrigação do uso de máscaras na cidade

Entrevistados ainda vão se adaptando ao não uso do equipamento

04/05/2022 às 16h24 Atualizada em 09/05/2022 às 11h05
Por: Redação Fonte: Agência Minas
Compartilhe:
Márcia Regina, sem máscara, na Agência dos Correios/ Foto: Keila Lima/Agência Minas
Márcia Regina, sem máscara, na Agência dos Correios/ Foto: Keila Lima/Agência Minas

Com a evolução positiva da cobertura vacinal da população e consequente melhoria nos índices de infecção e hospitalização por Covid-19, os municípios próximos a Ubá também estão desobrigando o uso de máscaras em ambientes fechados, seguindo as recomendações da Secretaria de Estado de Saúde de Minas Gerais (SES-MG). A partir do dia 1º de maio, o uso do equimamento deixou de ser obrigatório em locais fechados em todo o estado, porém, a decisão cabe a cada município.  

A tendência de queda de casos novos da doença viabiliza a recomendação da medida, tendo em vista que a região da Gerencia Regional de Saúde (GRS) de Ubá está entre os 95,6% de municípios mineiros que não registraram óbitos por Covid-19 nos últimos sete dias. 

A SES-MG recomenda a flexibilização, porém sem descuidar da vigilância epidemiológica, observando a evolução da pandemia e a oferta de atendimento em Saúde para pessoas sintomáticas. “Temos este cenário favorável, mas pode ser momentâneo. Por isso, reafirmamos que ainda há o enfrentamento da covid-19, e por isso, quem apresentar algum sintoma de síndrome gripal deverá buscar um serviço de saúde para avaliação e testagem, além das medidas não farmacológicas. Quem estiver com alguma dose da vacina em atraso, procure um serviço de saúde mais próximo e coloque a sua vacina contra a covid-19 em dia, pois é graças a vacina que estamos flexibilizando o uso da máscara. Não podemos relaxar”, comentou Fábio Ribas, coordenador do Núcleo de Vigilância em Saúde da GRS Ubá.

Até o momento, as cidades que desobrigaram o uso de máscaras na área da GRS Ubá foram Guarani, Miradouro, Miraí, Muriaé, Rio Pomba, Rodeiro, São Geraldo, Senador Firmino, Silverânia e Ubá.

Moradores de Ubá comentam sobre a desobrigação do uso de máscaras

Em uma ida à agência dos Correios de Ubá, a professora de Educação Física, Márcia Regina Ferreira de Carvalho, comentou que está se “desobrigando” a usar máscara aos poucos. “Segui as recomendações e usei a máscara por receio e por conviver com meus pais idosos. Sempre providenciei todos os cuidados necessários para evitar contaminação. Hoje, já estou com todas as vacinas, meus pais já foram encaminhados para a quarta dose, e mesmo com a desobrigação, ainda utilizo a máscara em certos lugares. Ainda tenho a sensação de estar 'errada' quando entro em alguns lugares sem máscara. Mas estou deixando de usar”, disse Márcia.

Edinilson dos Reis Teixeira, atendente de caixa de um mercado de frios na cidade de Ubá, contou que o estabelecimento continua adotando as medidas sanitárias indicadas. “Durante estes dois anos todos os funcionários respeitaram as regras sanitárias que foram estabelecidas, utilizando máscaras e mantendo o distanciamento. Fizemos de tudo para continuarmos realizando o trabalho, mas com segurança. Eu já tomei minha terceira dose da vacina e hoje sinto um alívio por poder atender sem máscara, porém, continuamos ofertando o álcool para higienização das mãos”, falou Edinilson.

Edenilson, atendente de caixa (à direita), junto aos colegas de trabalho no primeiro dia de desobrigação do uso de máscara - Foto: Keila Lima
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
Ele1 - Criar site de notícias