Domingo, 28 de Fevereiro de 2021
3235320106
Estado Saúde

Zema diz que vacinação contra Covid-19 em Minas começa em até 48 horas após liberação pelo Ministério da Saúde

O governador reforçou que os 200 mil profissionais de saúde do Estado serão os primeiros a serem vacinados. Ele também criticou politização da vacina.

15/01/2021 09h23
289
Por: Redação Fonte: G1
Imagem meramente ilustrativa.
Imagem meramente ilustrativa.

O governador de Minas, Romeu Zema (Novo), garantiu que o início da vacinação contra a Covid-19 no Estado começa em até 48 horas após a liberação de doses pelo Ministério da Saúde. O anúncio foi feito durante uma entrevista, nesta quinta-feira (14), à rádio CBN Juiz de Fora, na zona da Mata.

O governador reforçou que os 200 mil profissionais de saúde do Estado serão os primeiros a serem vacinados.

É a primeira vez que o governador mineiro falou sobre o início da vacinação. Antes, apenas o prefeito de Belo Horizonte, Alexandre Kalil (PSD) havia garantido a imunização na cidade 24 horas após a liberação das doses.

Na entrevista, Zema afirmou, ainda, que, na próxima terça-feira (19), o ministro da Saúde, Eduardo Pazuello, vai se reunir com os governadores para explicar a logística de distribuição dos imunizantes. Mas, segundo ele, Minas já montou uma força-tarefa para fazer esse transporte.

Na entrevista, o governador reforçou que foram compradas mais de 50 milhões de seringas, que já estão sendo distribuídas por todo o Estado. Ele também defendeu a centralização do programa de imunização contra a Covid no Ministério da Saúde, para que todas as cidades mineiras possam começar a vacinar conjuntamente.

Zema lamentou ainda a politização da vacina no Brasil. Sem citar os nomes do presidente Jair Bolsonaro (sem partido) e do governador de São Paulo, João Dória (PSDB), que protagonizaram esse embate, Romeu Zema disse que a disputa só serviu para atrasar a vacinação e, como consequência, aumentou o número de vítimas da Covid no país.

Por fim, o governador mineiro reconheceu que o cenário atual da Covid é pior e, que, por isso, o governo federal deveria manter os programas de apoio à economia. Ele defendeu a volta do auxílio emergencial e das medidas para garantia de empregos, como a possibilidade de suspensão de contratos. Segundo Zema, sem essas ações, as empresas vão entrar em colapso.

(FONTE E TEXTO: G1)

Nenhum comentário
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
-
Atualizado às 21h00 - Fonte: Climatempo
°

Mín. ° Máx. °

° Sensação
km/h Vento
% Umidade do ar
% (mm) Chance de chuva
Amanhã (01/03)
Madrugada
Manhã
Tarde
Noite

Mín. ° Máx. °

Terça (02/03)
Madrugada
Manhã
Tarde
Noite

Mín. ° Máx. °

Ele1 - Criar site de notícias