Domingo, 17 de Outubro de 2021
27°

Pancada de chuva

Ubá - MG

Economia Economia

Caminhoneiros ameaçam paralisação após aumento no preço do diesel

O Sindtanque-MG solicita que governos Federal e Estadual tomem medidas para diminuir o preço do combustível

28/09/2021 às 14h47 Atualizada em 04/10/2021 às 15h17
Por: Redação Fonte: Rádio Itatiaia
Compartilhe:
Imagem Ilustrativa (Reprodução Internet)
Imagem Ilustrativa (Reprodução Internet)

A alta no preço do diesel anunciada nesta terça-feira pela Petrobras trouxe uma insatisfação dos caminhoneiros. O reajuste de R$ 0,25 por litro passa a valer a partir desta quarta-feira. O Sindicato das Empresas Transportadoras de Combustíveis e Derivados de Petróleo de Minas Gerais (Sindtanque-MG) emitiu um posicionamento contra o novo aumento e cobrou uma posição dos governos Federal e Estadual. A categoria ameaça parar caso não sejam tomadas medidas para diminuir o valor. 

O reajuste será de 8,9% nas refinarias. O valor do litro de diesel passará de R$ 2,81 para R$ 3,06. Essa é a primeira revisão em 85 dias. A Petrobras afirma que a nova alta reflete apenas "parte da elevação nos patamares internacionais de preços de petróleo e da taxa de câmbio". Ou seja, ainda há espaço para novos reajustes.

O presidente do Sindtanque-MG, Irani Gomes, afirma que o aumento vai pesar no bolso dos caminhoneiros. “Quero mostra nossa insatisfação com que está acontecendo com o preço dos combustíveis. O diesel hoje representa mais de 60% dos fretes. A categoria não aguenta mais essa situação. Nenhuma categoria de transporte consegue pagar as suas dívidas e contas devido ao preço absurdo”, afirmou. 

Gomes cobrou dos governos federal e estadual medidas que possam diminuir o valor do combustível e ameaçou uma nova paralisação. “Pedimos que seja diminuído o preço abusivo do diesel. Não aguentamos mais. A corda está esticando. Estamos vendo a hora que o Brasil vai parar como em 2018. Pedimos aqui que o governo sensibilize e converse um com os outros, tanto o federal como o estadual”, finalizou. 

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
Ele1 - Criar site de notícias