Iniciativa distribui 7 toneladas de alimentos por semana em Ubá

25/10/2016

 

Banco de Alimentos de Ubá distribui semanalmente cerca de 7 toneladas de alimentos perecíveis e não perecíveis para 31 entidades socioassistenciais, que beneficiam mais de 3 mil pessoas.

 

O Equipamento Público realiza projetos que estimulam doação de alimentos, valorização da agricultura familiar e intermedeia doações de quem quer e pode doar para quem precisa receber.

 

Uma das entidades beneficiadas pela iniciativa é o Asilo São Vicente de Paulo, que recebe cerca de 300 Kg de alimentos por semana. A nutricionista responsável pela alimentação do asilo, Flávia Souza, destacou a importância de receber a doação destes alimentos. “É super importante receber esses alimentos. A gente recebe um produto de qualidade, agroecológico e existe uma equipe de nutricionistas por trás da  seleção dos alimentos. É muito importante em todos os sentidos. Não é só questão financeira, mas da qualidade do produto e da variedade de nutrientes” afirmou.

 

Programa de Aquisição de Alimentos

 

Para o funcionamento, o Banco também conta com o Programa de Aquisição de Alimentos (PAA), em que legumes, frutas e verduras, produzidos pela agricultura familiar são comprados pelo Governo Federal, operacionalizados pelo município e doados ao Banco de Alimentos.

 

Segundo a Companhia Nacional de Abastecimento (Conab), o PAA possui duas finalidades básicas: promover o acesso à alimentação e incentivar a agricultura familiar. Para o alcance desses dois objetivos, o programa compra alimentos produzidos pela agricultura familiar, com dispensa de licitação, e os destina às pessoas em situação de insegurança alimentar e nutricional e àquelas atendidas pela rede socioassistencial e pelos equipamentos públicos de alimentação e nutrição.

 

Além disso, o Programa promove o abastecimento alimentar por meio de compras governamentais de alimentos; fortalece circuitos locais e regionais e também redes de comercialização; valoriza a biodiversidade e a produção orgânica e agroecológica de alimentos; incentiva hábitos alimentares saudáveis e estimula o associativismo.

 

O PAA incentiva que a produção local da agricultura familiar atenda às necessidades de complementação alimentar das entidades da rede socioassistencial, dos equipamentos públicos de alimentação e nutrição e, em condições específicas definidas pelo Grupo Gestor do programa, da rede pública e filantrópica de ensino.

 

O orçamento do PAA é composto por recursos do Ministério do Desenvolvimento Social e Combate à Fome (MDS) e do Ministério do Desenvolvimento Agrário (MDA).

 

Cada agricultor pode vender anualmente ao Banco de Alimentos por meio do PAA R$ 6.500. A renda disponibilizada pelo governo para a aquisição desses alimentos varia de acordo com os anos. Para o próximo ano ainda não foi divulgado o valor disponível.

 

Doações

 

As doações podem ser feitas por quaisquer pessoas, tanto física quanto jurídica. Os alimentos perecíveis devem ser entregues na sede que fica na Rua Virgílio Maia Neves, n° 266, no Bairro da Luz. Os alimentos não-perecíveis podem ser deixados também na Associação Comercial Industrial de Ubá (Aciubá), que é o ponto de coleta da iniciativa, que fica na Rua Vereador Rafael Girardi, nº 473, no Centro da Cidade Carinho.

 As pessoas que necessitarem receber doações devem procurar o Centro de Referência de Assistência Social (CRAS) do bairro onde mora. Moradores de bairros que não possuem as instalações do CRAS devem procurar o assistente social responsável.

 

“Esses profissionais fazem uma avaliação e definem durante quanto tempo essa pessoa vai receber o benefício. Então é encaminhado um cadastro ao Banco de Alimentos e a gente tria de acordo com o local em que a pessoa mora e o procedimento que cada entidade adota para atender essas pessoas” explica a nutricionista e supervisora do Banco de Alimentos, Gisely Peron Gasparoni.

 

A questão de redução de desperdício é um dos pontos destacados pelo setor. Gisely conta que alimentos com até uma semana do prazo de validade também podem ser doados a tempo de serem distribuídos e aproveitados.

 

Projetos do Banco de Alimentos

 

Um dos programas da seção de Segurança Alimentar oferece cursos de capacitação em parceria com o Serviço Nacional de Aprendizagem (SENAR), ministrados nas dependências do Banco de Alimentos. Esses cursos podem ser feitos por manipuladores de alimentos das entidades, que são capacitados para aproveitar todo alimento recebido pela iniciativa; por usuários diretos, os beneficiados, para ter geração de renda; e por agricultores familiares, para agregar valor ao seu produto.

 

Além dos cursos, uma série de projetos que estimulam a doação desses mantimentos são realizados pelo equipamento público. Um desses projetos é o “Responsabilidade Social Empresarial Vinculado ao Banco de Alimentos de Ubá” que estimula empresas e funcionários a efetuarem doações para esta iniciativa. “Não existe nenhum incentivo fiscal no sentido de dedução de imposto, mas existe de uma forma regimentada, por lei, um incentivo sobre a mercadoria que está sendo doada, essa circulação de mercadoria é isenta a imposto e além disso a gente faz o marketing da empresa, divulgando a marca em nossas redes sociais” afirma Gisely.

 

Outro projeto empresarial realizado pelo banco de alimentos, intermedeia a negociação para que as empresas comprem mercadorias da agricultura familiar, para a produção de refeições para os funcionários. A Itatiaia é uma das indústrias que já participam do projeto.

 

O equipamento público também é parceiro do processo de transição agroecológica, que trabalha com os agricultores já vinculados ao banco de alimentos e visa a desconstrução da prática de cultivo convencional e a adoção de práticas agroecológicas. Resultado desta iniciativa é a Feira de produtos Agroecológicos, que acontece no espaço da Feira Livre, todas as sextas-feiras de 6h às 11h.

 

Dúvidas sobre o banco de alimentos podem ser esclarecidas pelo telefone 3531-5567.

 

 

Compartilhe no Facebook
Compartilhe no Twitter
Please reload

Destaque
Please reload

Últimas
Please reload

Facebook

JORNAL O NOTICIÁRIO © 2016 TODOS OS DIREITOS RESERVADOS