Prefeito espera que Câmara convoque reuniões extraordinárias para apreciação de matérias com urgência

26/01/2017

O Prefeito de Ubá, Edson Teixeira Filho, encaminhou três mensagens, na última segunda-feira (23), à Câmara Municipal. Tratam-se de dois Projetos de Lei, que versam sobre a recomposição salarial dos servidores e o programa de recuperação fiscal no município denominado REFIS, e uma Proposta de Emenda à Lei Orgânica que visa possibilitar ao vice-prefeito assumir cargo de secretário municipal sem acúmulo de remuneração.

 

Segundo a Assessoria de Comunicação da Prefeitura, a necessidade do envio das mensagens, ainda durante o recesso legislativo, já havia sido adiantada pelo Prefeito em reuniões com vereadores. A expectativa é que reuniões extraordinárias sejam convocadas pela Câmara, para apreciação das matérias com urgência.

 

Vice-prefeito acumular cargos sem remuneração: Economia de mais de R$ 1 milhão

 

Uma das primeiras medidas anunciadas pelo prefeito e o vice, Vinícius Samôr, antes mesmo de empossados, consistia na não nomeação de Secretários para as pastas de Governo e Cultura, que teriam suas gestões conferidas ao vice-prefeito. Segundo eles, a iniciativa deve gerar uma economia de mais de 1 milhão e duzentos mil reais em quatro anos. O intuito é alcançar o máximo de excelência com o mínimo de gasto.

 

Entretanto, necessita de emenda na Lei Orgânica do Município.

 

Mais diálogo: Projeto de Lei sobre recomposição salarial dos servidores é enviado após aprovação em assembleia

 

Outra mensagem enviada a Câmara diz respeito à revisão geral da remuneração dos servidores da administração pública direta e indireta. A proposta de recomposição salarial, já apresentada aos representantes dos servidores e aprovada em assembleia da categoria, pretende minorar os efeitos das perdas inflacionárias nos vencimentos dos mesmos, que não tiveram qualquer reajuste desde janeiro de 2015.

 

O projeto de lei propõe a recomposição salarial dos servidores escalonado da seguinte forma: 10,67% a partir de 1º de janeiro de 2017, incidente sobre o vencimento básico vigente em dezembro de 2015; e 6,29% a partir de 1º de julho de 2017, incidente sobre o vencimento básico vigente em junho de 2017.

 

O primeiro índice representa a reposição da inflação do ano de 2015, que deixou de ser aplicada em janeiro de 2016. O segundo índice representa a reposição da inflação de 2016.

 

REFIS: Bom para o contribuinte e importante para o Município

 

Também foi encaminhado ao Legislativo Municipal um projeto de Lei que visa reeditar o REFIS, norma legal similar que vigorou até o último 31 de dezembro, estabelecendo mecanismos de pagamento dos débitos tributários, com redução dos encargos devidos (anistia parcial de juros e multa), além do parcelamento do débito em até 24 prestações mensais.

 

Trata-se de iniciativa que torna viável ao contribuinte a regularização de sua situação perante o fisco municipal, e ainda cria alternativas para o aumento da receita, recuperando créditos tributários dos exercícios fiscais anteriores, inscritos em Dívida Ativa, dos quais a fazenda pública não pode abrir mão.

 

 

Compartilhe no Facebook
Compartilhe no Twitter
Please reload

Destaque
Please reload

Últimas
Please reload

Facebook

JORNAL O NOTICIÁRIO © 2016 TODOS OS DIREITOS RESERVADOS