Presídio divulga nota sobre fuga de detentos

17/02/2017

O Presídio de Ubá divulgou nota sobre fuga de detentos.  Os presos fugiram no dia 15 de fevereiro enquanto faziam serviço fora da cadeia.

 

Segue nota na íntegra:

 

Cumprimentando-os cordialmente, sirvo do presente para tornar pública a notícia divulgada por diversos veículos de comunicação, a respeito de fuga de presos, ocorrida na data de 15 de fevereiro de 2017.

 

Inicialmente esclarecemos que o Presídio de Ubá em parceria com a Vara de Execuções Criminais da comarca, prioriza a ressocialização das pessoas cujas liberdades foram cerceadas. Desta forma, diante de um cenário de grave risco no Sistema Penitenciário do país, nossa unidade prisional busca através do incentivo à educação e ao trabalho reinserir os encarcerados à sociedade, tornando mais digno o cumprimento de suas penas. A dificuldade de acesso ao emprego, a fragilidade na efetivação dos direitos sociais, acabam por transformar o indivíduo de forma ainda mais negativa. Assim parcerias de trabalho entre unidades Prisionais, prefeituras, empresas e Associações são cada vez mais frequentes em todo o estado de Minas Gerais.

 

A Associação Municipal de Assistência aos Recuperandos (AMAR), realiza trabalhos de ressocialização dos presos da comarca, ministrando palestras sobre comportamento no ambiente de trabalho e oferecendo cursos de capacitação de corte e costura, horticultor, entre outros. O local onde o projeto acontece, está localizado no Horto Florestal e o espaço foi cedido pela Prefeitura Municipal, através da Secretaria do Ambiente e Mobilidade Urbana. A Associação Comercial de Ubá também faz parte da iniciativa e encaminha empresas que necessitam de mão de obra para execução de diversos trabalhos.

 

Atualmente havia 20 presos, autorizados judicialmente executando trabalhos na Associação. Apesar da precariedade de materiais, viaturas e da falta de servidores, mantemos a parceria, mesmo estando vulneráveis a fugas, ocorrências e acontecimentos alheios à nossa vontade. No local onde os serviços são executados, existem diversas portas e janelas de acesso; desse modo fica impossível monitorar em tempo real todas as áreas pelas quais os presos transitam.

 

Antes de serem liberados para o serviço externo, os recuperandos são avaliados por uma Comissão composta por profissionais de diversas áreas: Psicólogo, Assistente Social, Agentes Penitenciários, Diretores e Coordenadores. Após indicação da Comissão é remetido ao Fórum, pedido de liberação para o trabalho. Somente após análise e autorização expressa do Juiz da Execução os presos são liberados para as atividades, mediante assinatura de Termo de Compromisso, cujas normas determinantes para a manutenção do benefício são claras e enfáticas.

 

Ressaltamos que na data do dia 15 de fevereiro de 2017, estando escoltados por apenas 02 Agentes de Segurança Penitenciários, três presos evadiram do local. As identificações e informações inerentes aos referidos foragidos serão mantidas em sigilo, visto o dever da confidencialidade da informação.

Sem mais, coloco-me à disposição para prestar quaisquer esclarecimentos e renovo meus protestos de elevada estima e distinta consideração.

 

A nota divulgada é assinada por Alexandre Henrique Ferrari, diretor geral do Presídio de Ubá.

 

 

Compartilhe no Facebook
Compartilhe no Twitter
Please reload

Destaque
Please reload

Últimas
Please reload

Facebook

JORNAL O NOTICIÁRIO © 2016 TODOS OS DIREITOS RESERVADOS