OLord: conheça a primeira Bebidaria de Ubá

21/03/2018

 

Cerveja artesanal virou moda no país inteiro e é um mercado crescente e muito lucrativo. Um ubaense foi além e não só a sua bebida é artesanal, como também grande parte do equipamento usado em sua fabricação.

 

Lucas Romanhol tem 29 anos e começou a idealizar a fabricação após trabalhar em fábrica de móveis, onde aprendeu escala produtiva em ordem industrial e teve a ideia de produzir algo de maneira manufaturada, dando mais ênfase ao controle direto do produto e de sua qualidade. Por apreciar tanto o paladar quanto a estética dos rótulos e as histórias, optou por investir na produção de cervejas e cachaças.

 

Formado em Design, as ferramentas e equipamentos para a fabricação começaram a ser desenvolvidos no início de 2017, sempre adaptados às características do próprio para a produção, que começou ainda no final do ano passado. Lucas sintetiza em poucas palavras a representatividade do tema em sua vida, “Bebidas são assim: você faz, bebe e fica feliz! Depois de algum tempo você pensa na lapidação”.

 

 

O idealizador da marca OLord ainda respondeu outras perguntas mais diretas à fabricação.

 

Jornal O Noticiário: O que seria lapidar bebidas?

 

Lucas Romanhol: Quando se descobre fazer o que gosta, e bem feito, a gente procura praticar e mostrar para as pessoas os resultados. Com o aprendizado e a prática, as peças do quebra cabeça vão se encaixando. Lapidação de bebidas pra mim é aquela velha ideia de pegar um objeto ou ideia bruta e ir tirando as grosserias ou deformações, até que chegue no que você reproduziu na mente.

 

Quais as principais bebidas que a OLord fabrica? E quais na sua opinião são as suas preferidas?

 

Cerveja e Cachaça! Não que eu seja um consumidor compulsivo das duas (risos), tenho meus limites. Porém as duas me atraem. Conheço alambiques desde a infância vivida em Itamarati de Minas e Ubá. Neste perímetro da Zona da Mata mineira existem muitos e sempre fui visitá-los com uma garrafinha vazia na mão! E entre escolher o que eu já conhecia e um novo desafio, decidi produzir mesmo foi cerveja, pois na nossa região é uma cultura muito recente, porém o líquido é paixão nacional!

 

Como são fabricadas as bebidas OLord?

 

Tudo é feito com muito critério, maltes selecionados e moídos no disco minuto antes de serem utilizados. Depois utilizamos a água comum de Ubá, extraída da Miragaia, duplamente filtrada e fervida na panela inoxidável para assegurar sua pureza. Com tudo na panela adicionamos lúpulos da Alemanha, Inglaterra ou Estados Unidos. Tudo para reproduzir grandes estilos de cervejas do mundo. Não precisa de andar muito para experimentar uma cerveja "importada". Hoje em dia é possível fazer em casa. Trabalhamos também com receitas próprias, pois afinal de contas um cervejeiro que se preze precisa explorar o quintal de casa. Especiarias que podem ser aplicadas realçando sabor e harmonização das cervejas, beneficiando a aplicação delas diretamente na culinária.

Compartilhe no Facebook
Compartilhe no Twitter
Please reload

Destaque
Please reload

Últimas
Please reload

Facebook

JORNAL O NOTICIÁRIO © 2016 TODOS OS DIREITOS RESERVADOS