Número de mortos chega a 150, com 182 ainda desaparecidos em Brumadinho

28/01/2019

 

Já são 150 os mortos na tragédia ambiental causada pela ruptura da barragem Mina do Feijão, da Mineradora Vale, em Brumadinho, área metropolitana de Belo Horizonte. Comunicado oficial da Defesa Civil atualiza ainda que 182 pessoas continuam desaparecidas.

 

O coronel e coordenador da Defesa Civil de Minas Gerais, Flávio Godinho, explicou ao portal Hoje em Dia como são unidas as informações sobre as listas. “Uma unificação das listas está sendo feita, tanto com os dados passados pela Vale quanto da estação do conhecimento, onde as famílias propiciam novos nomes não apresentados pela Vale, bem como a lista que está na Polícia Civil”. E completa, “[...] isso traz duplicidade de listas e desconforto para a família, ou seja, tem lista não oficial informando a família que aquele ente está localizado, mas não está, ou que está desaparecido, quando foi localizado”.

 

O porta-voz do Corpo de Bombeiros, tenente Pedro Aihara, explica as dificuldades das buscas. “As chances são muito pequenas considerando o tipo de tragédia, que envolve lama. É uma operação de guerra, que demanda esforços e compreensão de todas as partes”.

 

O Governo de Minas também emitiu uma nota, agradecendo as doações e pedindo para que as mesmas sejam paralisadas, haja visto que a quantidade enviada já abasteceu o necessário. Confira a nota na íntegra:

 

“O Governo de Minas através da Coordenadoria Estadual de Proteção e Defesa Civil de Minas Gerais- CEDEC/MG e o Servas, agradece o empenho e a solidariedade do povo mineiro com os afetados pelo rompimento da Barragem da Mineradora Vale em Brumadinho, e informa que os donativos arrecadados até o momento são suficientes, não sendo necessário o envio de mais materiais para o socorro humanitário”.

CEDEC/MG

 

(FONTE: Portal Hoje em Dia e Assessoria de Comunicação do Governo de Minas Gerais).

Compartilhe no Facebook
Compartilhe no Twitter
Please reload

Destaque
Please reload

Últimas
Please reload

Facebook

JORNAL O NOTICIÁRIO © 2016 TODOS OS DIREITOS RESERVADOS