Ubá, muitas chamas e pouca água

 

Você já olhou pela janela de sua casa e viu um incêndio acontecendo nos morros da cidade? Já abriu sua torneira e percebeu que não havia água porque não houve abastecimento na sua rua? E você sabia que as duas situações podem estar diretamente relacionadas?

 

Segundo dados do Corpo de Bombeiros Militar e da Secretaria Municipal de Meio Ambiente, entre os anos de 2016 e 2018 foram registrados 406 focos de incêndio na cidade Ubá, distribuídos em onze regiões. A região que engloba o Centro e os bairros do entorno, é responsável por 20,4% do total dos incêndios registrados.

 

Em 2019, entre 01 de janeiro e 30 de outubro, foram registrados pela Polícia Militar de Meio Ambiente: 54 denúncias de queimadas; 37 queimadas sem autoria definida; 33 queimadas em loteamentos ou lotes individuais; 17 queimadas de autoria identificada (loteamentos autuados); 04 registros de incêndio em matas, florestas e Unidades de Conservação. No total, foram lavrados quase 17 mil reais em autuações.

 

Dados referente aos problemas de abastecimento não foram cedidos pela COPASA.

 

Tais incêndios tem devastado a pouca cobertura vegetal ainda existente no município, deixando muitas nascentes desprotegidas e impedindo que as águas das chuvas infiltrem no solo e abasteçam os lençóis freáticos. Como consequência, o nível de água das nascentes, córregos e riachos tem diminuído drasticamente, causando a consequente diminuição do volume de água que chega nas estações de tratamento. Com isso, o abastecimento do município fica comprometido. Em contrapartida, a água das chuvas que escoa direto para os rios acaba por causar desastres naturais como erosões, desmoronamentos e enchentes.

 

O que podemos observar é que problema da cidade de Ubá é muito mais grave do que se imagina. É um problema ambiental e social. Se não mudarmos a “cultura do fogo” impregnada em nosso município a anos, pagaremos caro por isso muito em breve. A falta de água é só umas das várias consequências que o desmatamento desenfreado traz consigo.

 

Incêndio ambiental é crime. Não queime lixo, móveis velhos ou ateie fogo em pastagens. E acima de tudo, denuncie quem pratica tais a ações. Proteja a natureza, proteja a vida, e deixe um legado para seus filhos e netos.

Compartilhe no Facebook
Compartilhe no Twitter
Please reload

Destaque
Please reload

Últimas
Please reload

Facebook

JORNAL O NOTICIÁRIO © 2016 TODOS OS DIREITOS RESERVADOS