Enem - Conheça todas as opções para utilização da nota

21/11/2019

 

As provas que compõem o Enem foram aplicadas nos dias 03 e 10 de novembro e a divulgação das notas individuais ocorrerá em meados de janeiro, conforme cronograma estabelecido pelo Ministério da Educação.

 

Com o resultado em mãos, cabe ao estudante fazer a escolha do curso e da Instituição de ensino superior que deseja frequentar e se inscrever no programa de seleção que melhor o atende.

 

O professor e coordenador de processos seletivos do Colégio Sagrado Coração de Maria, Evandro Marques, elenca as opções disponíveis para os alunos que fizeram a prova, utilizarem suas notas:

 

- SiSU: O Sistema de Seleção Unificada (SiSU) é o principal meio de seleção às vagas de cursos superiores adotado por quase todas as Universidades Públicas e Institutos Federais de Educação. Em 2019, 129 Instituições públicas de ensino superior usaram o SiSU para preenchimento de pelo menos parte das vagas destinadas a cada curso de graduação. As inscrições para o SiSU são feitas diretamente no site do programa (http://www.sisu.mec.gov.br/) e o período de inscrições é definido em edital específico. Há um período de inscrições em janeiro, para seleção de candidatos para ingresso no primeiro semestre, e um período de inscrições em junho, para ingresso de candidatos no segundo semestre.

 

Cada estudante pode fazer até duas inscrições no SiSU. O candidato pode se inscrever em cursos diferentes em IES diferentes; no mesmo curso em IES diferentes; em cursos diferentes de uma mesma IES; no mesmo curso de uma mesma IES (em campi diferentes ou turnos diferentes).

 

- Processo seletivo (sem usar o SiSU): Algumas Universidades públicas têm usado a nota do Enem, porém, sem adoção do SiSU. Neste caso, a inscrição é feita no site da própria IES de acordo com o período estabelecido em edital exclusivo. Na região Sudeste não há IES usando esta modalidade.

 

- ProUni: O Programa Universidade para Todos (ProUni) tem como objetivo a concessão de bolsas de estudo (integrais e parciais) em Instituições particulares. É um programa voltado a estudantes da rede pública de ensino e a bolsistas da rede particular, com renda per capita máxima de 3 salários mínimos. A inscrição é feita diretamente no site do programa (http://prouniportal.mec.gov.br/) em período estabelecido em edital exclusivo. Há um período de inscrições no início do ano (normalmente em fevereiro) e um período no meio do ano (normalmente em junho).

 

- Fies: O Fundo de Financiamento Estudantil (Fies) é um programa do Ministério da Educação cujo objetivo é financiar a graduação na educação superior de estudantes matriculados em cursos superiores de Instituições particulares. O período de inscrições é definido através de edital específico.

 

- Preenchimento de vagas ociosasTodas as IES divulgam vagas remanescentes nos mais variados cursos de graduação (e em diferentes períodos do curso). Para o preenchimento de vagas no primeiro período, quase todas elas utilizam a nota do Enem como critério de seleção. Neste caso, casa IES divulga seu próprio edital, com as regras do processo de seleção.

 

- Estudar em Portugal: Desde o ano de 2014, o Inep (órgão vinculado ao Ministério da Educação, responsável pela organização e execução do Enem) mantém acordo com IES portuguesas, para que estudantes brasileiros façam a graduação em terras lusitanas.

 

Inicialmente, somente as Universidades de Coimbra e de Algarve firmaram convênio. De lá para cá, esse número foi aumentando e, no dia 19 de novembro de 2019, com mais 5 adesões, o total de IES portuguesas que adotarão o Enem para seleção de estudantes brasileiros passou para 47.

 

Um vídeo com explicação similar fora publicado no canal Sagrado Ubá no YouTube:

 

 

Compartilhe no Facebook
Compartilhe no Twitter
Please reload

Destaque
Please reload

Últimas
Please reload

Facebook

JORNAL O NOTICIÁRIO © 2016 TODOS OS DIREITOS RESERVADOS