Operação 'Marias' prende e apreende em diversas cidades da Zona da Mata

28/11/2019

 

A Polícia Civil desencadeou na quarta-feira (27) a Operação “Marias” em diversas cidades da Zona da Mata. A ação contou com o cumprimento de mandados de prisão, busca e apreensão contra envolvidos em violência doméstica.

 

De acordo com balanço parcial divulgado pela assessoria da corporação, na Zona da Mata foram dois suspeitos presos, sendo um na cidade de Miraí, que pertence à 3ª Delegacia Regional de Leopoldina, e outro em Rodeiro, que pertence à 2ª Delegacia Regional de Ubá.

 

Em Juiz de Fora, foram cumpridos dois mandados de busca e apreensão nos bairros Alto Santa Rita e Jardim do Sol, e foram apreendidos um notebook, um pen drive e um celular. As informações foram confirmadas pela delegada Carolina Gonçalves, da Delegacia Especializada de Atendimento à Mulher (Deam)

 

Na Zona da Mata, também foram cumpridos dois mandados de busca e apreensão em Muriaé e um em Viçosa, mas as informações não foram detalhadas pela Polícia Civil. O efetivo empregado na região foi de aproximadamente 40 policiais civis em 14 viaturas.

 

No Campo das Vertentes, foram realizadas oito prisões nos municípios de Barbacena, Conselheiro Lafaiete e São João del Rei. A assessoria, no entanto, não divulgou detalhes sobre as ocorrências. Na região também foi fiscalizado o cumprimento de medidas protetivas.

 

Participaram da operação no Campo das Vertentes cerca de 72 policiais e foram utilizadas 20 viaturas.

 

Em todo o Estado, foram mais 470 alvos e pelo menos 83 pessoas envolvidas em crimes, como feminicídio, ameaça, lesão corporal e descumprimento de medidas protetivas.

 

‘Marias’

 

De acordo com a Polícia Civil, a operação ocorreu em todas as regiões integradas de Segurança Pública do Estado de Minas Gerais. A ação promoveu busca por envolvidos em violência doméstica.

 

O nome “Marias” faz referência à Maria da Penha Maia Fernandes, vítima emblemática de violência doméstica, referencial na luta em defesa dos direitos das mulheres.

 

Ela foi quem inspirou a nomenclatura da Lei Maria da Penha, ferramenta fundamental no combate à violência doméstica de familiar.

 

(FONTE: G1 Zona da Mata)

Compartilhe no Facebook
Compartilhe no Twitter
Please reload

Destaque
Please reload

Últimas
Please reload

Facebook

JORNAL O NOTICIÁRIO © 2016 TODOS OS DIREITOS RESERVADOS