Casal é preso por suspeita de morte de bebê em Ubá

22/01/2020

 

Um bebê de um ano deu entrada já sem vida no fim da manhã de terça-feira (21) no Hospital São Vicente de Paula, em Ubá, com hematomas e escoriações por todo o corpo e a cabeça.

 

A vítima foi levada pela mãe, de 23 anos, e pelo padastro, de 22 até o local. O caso foi registrado pela Polícia Militar (PM) como homicídio.

 

Segundo o Boletim de Ocorrência (BO), o padastro relatou aos policiais que a companheira, mãe da criança, havia saído da casa por volta de 7h30 para buscar leite e teria deixado o bebê com ele. Em um certo momento, o jovem afirmou que foi atender alguém que o chamava fora da casa.

 

Ainda segundo o depoimento do rapaz, ao retornar para dentro da residência, ele percebeu que o bebê estava roncando muito e aparentava estar sem ar.

 

O jovem afirmou que realizou massagem cardíaca e fez respiração boca a boca. Ele relatou que o bebê retornou a consciência cerca de três vezes e depois não apresentava mais sinais de vida.

 

O padastro disse aos militares que deixou o bebê no sofá, saiu e foi até um local próximo da casa para tentar ligar para a companheira e não conseguiu. Ao retornar para residência, percebeu que a criança não estava mais respirando.

 

O rapaz disse que terminou de vestir a roupa no bebê, o deixou no sofá e saiu de bicicleta para procurar a companheira. Ao encontrá-la, informou que a criança estava passando mal e os dois retornaram pra casa, pegaram o bebê e levaram para o hospital com ajuda de vizinhos.

 

O médico de plantão que atendeu o bebê afirmou à PM que ele já chegou sem vida no local. O corpo foi levado para o Instituto Médico Legal (IML), onde o laudo apontou que a vítima apresentava hemorragia intratorácica com fraturas na costela direita, grande hemorragia intra abdominal, além de várias fraturas na calota craniana.

 

O corpo da criança foi encaminhado ao IML, onde o médico legista constatou que a criança apresentava hemorragia intratorácica com fraturas de costela a direita e grande hemorragia intra-abdominal, além de várias fraturas na calota craniana.

 

O casal foi preso no hospital e levado para a delegacia. Segundo a Polícia Civil, o caso será investigado na Delegacia Regional de Ubá e os dois foram encaminhados para o sistema prisional.

 

(FONTE: G1 Zona da Mata)

Compartilhe no Facebook
Compartilhe no Twitter
Please reload

Destaque
Please reload

Últimas
Please reload

Facebook

JORNAL O NOTICIÁRIO © 2016 TODOS OS DIREITOS RESERVADOS