Paciente com possíveis sintomas de coronavírus passa por exames em Juiz de Fora

27/02/2020

 

Uma paciente com possíveis sintomas de coronavírus passa por exames em Juiz de Fora. A informação foi confirmada ao G1 nesta quarta-feira (26), pelo secretário de Saúde, Márcio Itaboray. O caso ainda não aparece na lista do Ministério da Saúde e é tratado como cumprimento de protocolo de isolamento.

 

De acordo com Márcio Itaboray, inicialmente a paciente - de idade, nacionalidade entre outros ainda não informados - deu entrada nesta terça-feira (25), no Hospital Doutor Mozart Teixeira (HPS). Já nesta quarta-feira, foi levada para o isolamento no Hospital João Penido. Conforme o secretário, ela passará por exames para que somente então possa vir ou não a ser tratada como caso suspeito.

 

A produção da TV Integração entrou em contato com a Secretaria de Estado de Saúde de Minas Gerais (SES-MG), que informou que ainda não foi notificada sobre o caso. Já a reportagem do G1 também conversou com a assessoria do Ministério da Saúde, que disse que os casos suspeitos são notificados pelas Secretarias dos Estados.

 

Emergência de saúde pública

 

No dia 30 de janeiro, a Organização Mundial da Saúde (OMS) declarou que os casos do coronavírus 2019 n-CoV são uma emergência de saúde pública de interesse internacional.

 

Coronavírus no Brasil

 

O Ministério da Saúde afirmou nesta quarta-feira (26), que está comprovado o primeiro caso positivo de coronavírus no Brasil. Trata-se de um homem que mora em São Paulo, tem 61 anos, e veio da Itália. Esse é o primeiro caso da doença no país e em toda a América Latina.

 

Além dele, até o fim desta manhã o governo havia divulgado que há outros 20 casos em investigação e 59 suspeitas que já foram descartadas.

 

Recomendações

 

Os especialistas recomendam a “etiqueta respiratória” para evitar a transmissão: cobrir a boca com a manga da roupa ou braço em caso de tosses e espirros e sempre lavar as mãos.

 

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) recomenda que os serviços de saúde adotem protocolos de prevenção antes, durante e depois da chegada do paciente, com desinfecção e ventilação de ambientes.

 

Para quem trabalha em pontos de entrada no país, como aeroportos e fronteiras, é recomendado o uso de máscaras cirúrgicas.

 

Caso haja algum caso suspeito em aviões, navios e outros meios de transporte, é recomendado usar máscara cirúrgica, avental, óculos de proteção e luvas. A inspeção de bagagens deve ser feita com máscara cirúrgica e luvas.

 

(FONTE: G1 Zona da Mata)

Compartilhe no Facebook
Compartilhe no Twitter
Please reload

Destaque
Please reload

Últimas
Please reload

Facebook

JORNAL O NOTICIÁRIO © 2016 TODOS OS DIREITOS RESERVADOS