Terça, 14 de Julho de 2020
32 99903-0180
Esportes Galo

Sette Câmara repete que Atlético não vai 'cruzeirar': 'O que aconteceu lá foi um crime'

Questionado sobre crescentes gastos em contratações, presidente alvinegro rechaçou qualquer tipo de comparação com processo que ocorreu no principal rival, rebaixado à Série B e em grave crise financeira e institucional

23/06/2020 09h59 Atualizada há 1 semana
161
Por: Redação Fonte: Superesportes
Presidente do Atlético, Sérgio Sette Câmara, e ex-presidente do Cruzeiro, Wagner Pires de Sá (Foto: Gladyston Rodrigues/EM/D.A Press)
Presidente do Atlético, Sérgio Sette Câmara, e ex-presidente do Cruzeiro, Wagner Pires de Sá (Foto: Gladyston Rodrigues/EM/D.A Press)

Com uma das maiores dívidas do futebol brasileiro e envolto em problemas financeiros que atingem todo o país em meio à pandemia do novo coronavírus, o Atlético continua ativo no mercado. Nos últimos meses, contratou nomes renomados, como o técnico Jorge Sampaoli e o diretor de futebol Alexandre Mattos, e abriu os cofres - auxiliado por patrocinadores - em busca de reforços. O crescente investimento em um cenário tecnicamente adverso fez surgir comparações com o Cruzeiro, rebaixado à Série B do Campeonato Brasileiro e imerso numa profunda crise econômica e institucional. Porém, para o presidente alvinegro, Sérgio Sette Câmara, os paralelos com o arquirrival não fazem sentido.

No fim de fevereiro, o mandatário disse a célebre frase ‘aqui no Atlético não vamos cruzeirar’, em menção ao momento financeiro do adversário local. Em entrevista exclusiva ao Superesportes e ao Estado de Minas, Sette Câmara voltou a falar sobre o tema. Desta vez, o presidente atleticano fez uma análise mais profunda sobre o que aconteceu no Cruzeiro em 2019, quando denúncias de lavagem de dinheiro, falsificação de documentos, falsidade ideológica e outras irregularidades atingiram a gestão do ex-presidente Wagner Pires de Sá e do então vice de futebol Itair Machado.

Sette Câmara classificou como ‘crime’ o que se passou no Cruzeiro. “Não, o Atlético não vai ‘cruzeirar’. Até porque, quando eu fiz essa menção, eu quis dizer o seguinte: o que aconteceu lá, vamos e convenhamos, foi um crime”, disse. “Respeito tem que haver, até por conta da história do clube. E ali não houve respeito por quem estava lá. O que aconteceu ali não foi só uma questão de fazer investimento. Fazer investimento irresponsável é diferente do que nós estamos fazendo. Muito diferente”, analisou.

Segundo Sette Câmara, integrantes do Conselho Gestor do Cruzeiro, responsáveis pelo processo de transição política no clube até que o atual presidente Sérgio Santos Rodrigues fosse eleito, contaram-lhe detalhes dos motivos que geraram tamanha crise. “O que aconteceu lá foi, e eu posso dizer isso, porque tenho muitos amigos que estiveram ali no grupo que assumiu o Cruzeiro logo depois, o grupo gestor. E são empresários sérios, competentes, gente qualificada para poder me dizer o que efetivamente ocorreu ali. Eles falaram que foram tantas as aberrações que clube nenhum estaria de pé diante daquilo que aconteceu”, afirmou.

Nenhum comentário
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
Ubá - MG
Atualizado às 03h27 - Fonte: Climatempo
18°
Poucas nuvens

Mín. 15° Máx. 31°

18° Sensação
9 km/h Vento
81.1% Umidade do ar
90% (5mm) Chance de chuva
Amanhã (15/07)
Madrugada
Manhã
Tarde
Noite

Mín. 17° Máx. 29°

Sol e Chuva
Quinta (16/07)
Madrugada
Manhã
Tarde
Noite

Mín. 18° Máx. 27°

Sol com muitas nuvens
Ele1 - Criar site de notícias