Quarta, 18 de Maio de 2022
11°

Tempo aberto

Ubá - MG

Educação Educação

Servidores da educação realizam paralisação geral em defesa do piso nesta sexta-feira (6)

Trabalhadores se reúnem nesta manhã em Belo Horizonte para reivindicação do reajuste aprovado pela ALMG

06/05/2022 às 08h19 Atualizada em 10/05/2022 às 09h27
Por: Redação
Compartilhe:
Imagem do ato no dia 1º de maio/Foto: Studium/Sindutemg
Imagem do ato no dia 1º de maio/Foto: Studium/Sindutemg

Servidores da rede estadual de educação de Minas Gerais se reúnem na manhã desta sexta-feira (6), na Cidade Administrativa, em Belo Horizonte, para uma paralisação em defesa do cumprimento do piso salarial para a categoria  . A atividade foi convocada pelo Sindicato Único dos Trabalhadores em Educação de Minas Gerais (Sind-UTE/MG), que cita "paralisação total das atividades" na data.

De acordo com a direção do Sindicato, a categoria realizará o ato para cobrar do governo de Minas o cumprimento da política do Piso Salarial Profissional Nacional e a aplicação do reajuste do Piso referente ao ano de 2022, que foi aprovado pela Assembleia Legislativa de Minas Gerais (ALMG) na Proposição de Lei 25.025/2022.

Até o momento, o governador alega que o estado não pode pagar o reajuste proposto ALMG. Dessa forma, o  governo Zema entrou com uma Ação Direta de Inconstitucionalidade (Adin) no Supremo Tribunal Federal (STF) na tentativa de barrar o reajuste de 33,24% do Piso/2022 aprovado na Assembleia. Segundo o Sind-UTE/MG, eles também entraram com uma Adin no Tribunal de Justiça do Estado pedindo a anulação de toda a legislação estadual que resguarda o Piso Salarial, sendo o artigo 201 A e a Lei 21.710/2015.

 

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
Ele1 - Criar site de notícias