Terça, 16 de Julho de 2024
20°

Tempo nublado

Ubá, MG

Conexões Ciência

Ubaense descobre possível asteroide e recebe medalha da NASA e Governo Federal

"Sempre tive muito interesse por astronomia, sou um apaixonado pela vastidão do universo" Felippe Rodrigues

20/11/2023 às 10h13 Atualizada em 15/12/2023 às 13h56
Por: Scarlett Gravina
Compartilhe:
Felippe Rodrigues Foto: Arquivo pessoal
Felippe Rodrigues Foto: Arquivo pessoal

O empresário e apaixonado por astronomia, Felippe Rodrigues de 32 anos, se destacou recentemente ao realizar uma detecção preliminar de um asteroide no Programa Caça Asteroides, uma iniciativa colaborativa entre a NASA, Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovações brasileiro, faculdade federal do Mato Grosso do sul, Faculdade de Harvard nos EUA e o observatório Pan-Starss, no Hawaii.

Felippe encontrou sua motivação para participar do projeto após assistir a uma reportagem no programa de televisão ‘Fantástico’, apresentado por Verena Paccola, uma jovem brasileira conhecida por descobrir 25 asteroides no projeto da Nasa. A iniciativa busca envolver cidadãos comuns na identificação e mapeamento de asteroides ainda não descobertos.

"Sempre tive muito interesse por astronomia, sou um apaixonado pela vastidão do universo. Já estudei astrofotografia por hobby e tenho um telescópio", compartilha Felippe.

O Programa Caça Asteroides utiliza imagens do cinturão de asteroides, localizado entre Marte e Júpiter, capturadas pelo telescópio da NASA no Hawaii. Os participantes analisam essas imagens em busca de objetos em movimento entre as estrelas estáticas. As detecções são cruciais para mapear e calcular a órbita dos asteroides, permitindo prever possíveis trajetórias de colisão com a Terra.

Felippe participou ativamente de uma das campanhas do programa, enviando 11 detecções para análise. Uma delas foi confirmada como um asteroide não conhecido. "Esse asteroide ficará em estudo por um período de 1 a 4 anos para confirmar todas as informações, incluindo sua órbita e composição, a fim de prever oscilações", explica o entusiasta.

Quanto à nomeação do asteroide, Felippe ainda não decidiu: "Ainda não pensei em nenhum nome, e não sei se tem que seguir algum tipo de regra ou é livre. Assim que tiver mais informações, eu penso no nome", brinca.

A recente entrega de uma medalha por parte da NASA e do Governo Federal durante a Semana da Ciência e Tecnologia em Brasília foi motivo de grande satisfação para Felippe. "Fiquei muito feliz ao saber da medalha. Não é todo dia que se recebe uma condecoração da NASA e do Governo Federal", comenta.

Felippe destaca a participação no programa como proveitosa e positiva, contribuindo significativamente para a ciência. Ele encoraja outros interessados a se envolverem, oferecendo orientação e tirando dúvidas através de seu perfil no Instagram. "A próxima campanha será no próximo ano, e ainda não abriram as inscrições. Se alguém se interessar, me coloco à disposição para orientar e tirar qualquer dúvida. Será prazer contribuir!", conclui.

 

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
Ele1 - Criar site de notícias